segunda-feira, 19 de junho de 2017

líder, boa campanha, mas cadê a nota da CBF?

O jogo no Paraná era de se esperar pesado. Adversário bem arrumado, que vinha mostrando bons jogos e que vai tirar ponto de bastante gente.

Nada que fosse determinante para nos impedir dos três pontos, que poderiam ter vindo pro PSJ se não fosse um erro (erro?) infantil da arbitragem. Lance de um/dois, coisa básica do futebol, onde Jô recebia o passe partindo de trás da linha da bola, com total visibilidade para o bandeira.

Abriríamos sonoros 8 pontos para o terceiro colocado antes da décima rodada! Muita gordura para queimar!! Graças ao apiteiro paspalhão, ficamos 5 à frente, algo considerável, mas que devia estar melhor. Mas sabemos que em terra onde os pontos corridos são ano a ano questionados, deixar o time do povo abrir frente vai contra os princípios da TV, da CBF e principalmente da Crefisa.

Preocupante somente o fato de Cássio ter trabalhado mais do que o normal em bolas alçadas em nossa área. Também o fato de termos sofrido invertidas de bola fáceis, próximas à nossa área, nas costas dos laterais. De resto, a mesma segurança de sempre, e quando quis ditar o ritmo do jogo, bom toque de bola aparecendo, o que denota que o time está aprendendo a jogar fora de casa sem sentir pressão alguma.

Mas o questionamento principal é: em nossa estreia, a imprensa martelou um suposto pênalti para a chape. Ontem relativizou o impedimento, o que é descabido já que o erro foi crasso. E mais: a dona CBF, parlapatona e ladra histórica, soltou até nota sobre a arbitragem. Vai falar sobre o impedimento mal marcado e os dois pontos que nos sacaram ou se manterá seletiva quando o assunto é o time do povo?


Desde a revolução 1913 contra tudo e contra todos, Vai Corinthians!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário