sábado, 10 de setembro de 2011

sobre a força da torcida

depois da abutraiada fazer nosso velório, depois de toda purpurina das xiliquentas da vila sônia, achando que o espírito corinthiano se altera diante de qualquer timinho, depois dos verdadeiros torcedores lembrarem aos vagabundos do seu adenor que aqui é o time do povo, e da torcida lembrar de ser protagonista, jogador e não espectador, celebramos a vitória com o texto do confra Filipe Martins Gonçalves:

http://anarcorinthians.blogspot.com/2011/09/quem-ganha-jogo-e-torcida.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário