quinta-feira, 25 de novembro de 2010

corinthians, vitória, falta de vitória e as rodadas finais

a demora em arrumar tempo pro presente post veio com uma constatação triste: o time passou a semana agarrado em questionar adversários, dizer que foi prejudicado tanto quanto outros foram... fato é que não fizemos nossa parte em campo, nao jogamos para superar todas as adversidades, adversáriuo, calor, gramado, arbitragem, como sempre foi em nossa história...

é difícil falar qual o real fator... o penalti foi antes do intervalo, dava tempo de assimilar o golpe na pausa e voltar com o mesmo ímpeto do primeiro tempo. Mas pesa a saída do gordo: pesa na confiança, pesa no poder dele pra desafogar jogos difíceis, tirar de jogadores de menos nome a obrigação de dirigir. Pesa a covardia do treinador, e aqui nao dizemos que tite nao tem competencia para dirigir o time: ele nao é mano menezes, mas a covardia mencionada recai na parte de nao mandar o time para a frente, nao mudar de forma ofensiva. Pesa a má fase do Iarley e a falta de explicação de se segurar Wiliam Morais, que costuma entrar bem no banco. Pesa um volante virar armador e outro entrar como ponta esquerda. Pesa a linha de impedimento manjada que temos criticado.

Mas nao pode pesar cansaço, nao em reta final, nao com o sagrado manto alvinegro.

Nao pode faltar coragem de matar o jogo, o sangue no olho pra matar o adversário a cada vez que ele tentar passar de nossa intermediária, nao pode faltar a raça corinthiana.

Faltam dois jogos fáceis, que exigem 6 pontos. Nao há que se falar outra coisa.

Ainda que a meta do semestre, aos olhos do blog, fosse a vaga em mais uma libertadores, enquanto houver chance de título o time tem que fazer tudo o que estiver ao alcance e algo mais.

E parar de chororô. Sempre vivemos na adversidade, sob os olhos invejosos daqueles que queriam nossa grandeza.

Sabíamos que depois daquela rodada, e vem sendo assim desde 2005 - desde 1910 -, a dúvida é a favor da elite, a dúvida é contra o povo.

Mas nao devemos nos ater a isso: chororô de arbitragem é coisa de time pequeno, de quem nao tem força para bater todo e qualquer adversário, de quem nao tem capacidade de autocrítica e de superação.

AQUI É CORINTHIANS

Nenhum comentário:

Postar um comentário