terça-feira, 11 de maio de 2010

carta do mano pra fiel

Logo após a eliminação do Corinthians na Libertadores, alguns segmentos da torcida fizeram manifestações de protesto no parque São Jorge e no Pacaembu, direcionados principalmente a minha pessoa. Sempre deixei claro que respeito opiniões técnicas diferentes da minha, mas não aceito inverdades usadas para verdadeiras agressões ao meu caráter e a minha honra.

Nunca fui covarde em meus atos e a maior prova disso foi ter aceitado o convite para dirigir o Corinthians no pior momento da sua história: a segunda divisão, no ano de 2008.

Estou sendo corajoso novamente, aceitando continuar no comando do trabalho, quando o mais fácil seria virar as costas e sair, já que é isso que alguns gostariam.

Minha extensão de contrato não custará ao clube nenhum real a mais do que o já acordado no contrato anterior. E se dá, única e exclusivamente, para continuidade de um trabalho de sucesso, que tem a confiança da diretoria e da grande maioria dos torcedores. Afinal, em 172 jogos temos um aproveitamento de 64,2%, com importantes títulos conquistados.

Por último, quero abordar um tema que vem sendo repetido há algum tempo e que não condiz com a verdade. Tomei a iniciativa, porque seria bem mais cômodo omitir, de oficializar o agente Carlos Leite como meu representante. Este fato gerou uma série de reações exploradas por pessoas que tiveram seus interesses políticos e profissionais contrariados.

Para aqueles compromissados com a verdade, está à disposição no departamento de futebol profissional uma relação oficial de todos os atletas contratados com seus respectivos representantes. Nela vocês verão que na equipe titular do Corinthians utilizada na temporada até este momento não existe nenhum atleta representado pelo meu agente, Carlos Leite. Poderia haver, como já aconteceu pela qualidade técnica dos atletas, mas fica claro que não há nenhum favorecimento. E essa é mais uma das mentiras que, se repetidas, acabam virando verdades.

As outras relações, na aquisição ou venda de jogadores, envolvendo a costumeira participação de agentes/representantes, devem e sempre são explicadas pela presidência do clube.

Nesta temporada o Corinthians fez 28 jogos oficiais, venceu 17, empatou 6 e perdeu 5, aproximando-nos de um aproveitamento de 66%, colocando o nosso time sempre entre os melhores. Estamos tristes, como você torcedor Corinthiano, porque mesmo com estes números, não conseguimos atingir nosso maior objetivo na temporada até aqui.

Porém, uma derrota não pode destruir tudo de bom que foi feito, porque isso certamente fortalecerá mais os nossos adversários. E os nossos adversários devem estar longe do Parque São Jorge.

Obrigado.
Mano Menezes



Leia mais: http://www.noticiasdocorinthians.com.br/materia/27940/de_mano_para_a_fiel_torcida_corinthiana#ixzz0ncyBOx9g

Nenhum comentário:

Postar um comentário