quarta-feira, 7 de abril de 2010

gaviões suspensa por 30 dias

o trabalho de não violência da gaviões estava (muito) bem feito, tanto que o próprio MP reconheceu ao estabelecer a punição: disse que de um ano pra cá era a única torcida sem ocorrências, reconheceu que os últimos tumultos foram decorrentes de agressões primeiramente sofridas ou, especificamente no caso são jorge x vasco, casos ainda não esclarecidos, mas reconhecidamente "sem envolvimento das lideranças legalmente instituídas".

e o fato dessas lideranças não estarem na briga de quarta passada novamente ajudou

mas é preciso apurar internamete o que ocorreu... vingança por 2005?

ok... quem bate esquece, quem apanha destila...

mas é claro que a sociedade cansou disso, e é claro que, como sempre ocorre no Brasil, as autoridades estão ávidas por arrumar um culpado que pague o pato por todos, especialmente no Estado de São Paulo, e quem vacilar primeiro vai cair de forma definitiva...

o corinthians e, principalmente, os gaviões são maiores que meia dúzia de brigões, maiores que qualquer violência, infinitamente maiores que qualquer torcida, quanto mais da do payssandu, e deve, primordialmente, zelar por seus interesses de arquibancada, pela festa da fiel, pela fiscalização da administração do grande corinthians, e pelo respeito de torcedores e funcionários (da torcida e do clube) ao nosso manto e distintivo...

essa sempre foi a finalidade... aliás, essa foi a origem da corrente que jamais será quebrada...

se há problemas políticos internos, há também meios de resolvê-los, e certamente não é fomentando esse tipo de conduta

Nenhum comentário:

Postar um comentário