quinta-feira, 11 de março de 2010

a origem

como sempre, a idéia saiu do edi em conversa de bar... mas dessa vez com a promessa de todos de que iríamos tocar adiante o projeto...

até mesmo porque, pelo pouco que vi aqui, tocar e manter um blog, ainda mais com várias pessoas postando, não parece ser tão difícil e exigir tanto comprometimento quanto virar conselheiro do corinthians ou diretor da gaviões...

e assunto não nos falta.. só por ser corinthians podemos discutir coisas aqui o ano inteiro, sem parar, e sem ter que criar as intrigas e polêmicas que a "imprensa esportiva" adora noticiar de nossa equipe... soma-se a isso o ano do centenário, a libertadores, o gordo, a rsj e aí pronto...

dá pra ilustrar um pouquinho disso com o texto que passei pra família no dia de nossa estréia contra o racing:



projeto começou em 2007, naquele dezembro fatídico que, por mais lamentável que tenha sido, representou o surgimento do verdadeiro espírito corinthiano.

ganhamos um comandante e ganhamos um elenco, e a eles demos o direito e a honra de ostentar nosso manto com apoio irrestrito, livres para sentir o corinthianismo e a força de nossa arquibancada, que faz de craques e medianos verdadeiros guerreiros.

mantos que nossos soldados transformaram em armadura, na mortalha que hoje ingressa sua batalha rumo à glória maior, a glória centenária.

de nós, esperem e cobrem o que sempre demos. não cantaremos por 90 minutos. cantaremos e intimidaremos nossos adversários nos 1.260 minutos que perdurarão nas 14 finais que jogaremos até agosto, cantaremos nosso hino e empunharemos nossa bandeira dia a dia nesses meses de luta árdua que chegam e lembraremos ao mundo a cada segundo a grandeza do sport club corinthians paulista.

e não esperamos que o campeonato se acabe hoje. esperamos de hoje o primeiro passo para a conquista. mas, acima de tudo, esperamos que cada degrau percorrido nessa caminhada fique marcado pela entrega de cada um, pela vontade, pelo sangue, pelo respeito e pela dignidade que exige nosso manto preto e branco.

é o que cobraremos nessa caminhada: que cada jogador, comissão técnica, funcionário e torcedor dê seu grito, seu incentivo, seu carrinho e seu coração na concretização do trabalho que iniciaram aqueles saudosos opeários do bom retiro, cuja chama do lampião mantivemos acesa por todos esses 100 anos, e que certamente, a partir de hoje, transformaremos na chama de glórias do centenário do grande Corinthians.

Corinthians, lutai por nós!

Nenhum comentário:

Postar um comentário